Quando se tem um sonho em jogo é preciso correr atrás dele, literalmente
Entrevista

Quando se tem um sonho em jogo é preciso correr atrás dele, literalmente

Leonardo Costa colocou a mochila nas costas, mudou de cidade e foi buscar sua realização nos campos

DSC_1186Leonardo é capitão do time de Guaratinguetá atualmente | Fotografia: Flávia do Carmo

Natural de Cruzeiro, o jovem de 19 anos, entrou numa escolinha de futebol aos oito anos e foi por lá o primeiro contato com o esporte. Jogando profissionalmente há dois anos ele vêm fazendo gols, conquistando vitórias e com isso a popularidade também cresce. No Instagram o jogador do Manthiqueira já registra mais de 10 mil seguidores e garante que lida de forma natural com o público tentando agradar á todos sendo ele mesmo, porém deixa claro que não evita fazer algo por medo do que as pessoas vão falar.

Eu conversei com o Leonardo e falamos sobre a paixão pelo futebol, seus ídolos, sonhos e carreira. Venha conferir:

Jornalista Curiosa: Quando o futebol entrou em sua vida?

Leonardo Costa: Desde pequeno, eu nasci pra isso. Minha mãe fala que quando me colocava na frente da televisão, ainda bebê, assistindo jogo eu já ficava quietinho assistindo, mesmo não entendendo nada.

 

JC: Qual o seu atual clube?

LC: O Manthiqueira de Guaratinguetá que disputa a quarta divisão do Campeonato Paulista. Recentemente eu estava no Barra Mansa Futebol Clube que é do Rio de Janeiro jogando a primeira divisão do Campeonato Carioca, eu atuei lá pelo Sub-20 e pelo Profissional. Daí acabou o contrato de empréstimo e eu voltei para o Manthiqueira.

 

JC: Há quanto tempo você joga profissionalmente?

LC: Em meados de 2013 assinei o meu primeiro contrato profissional.

 

JC: Qual foi o seu primeiro time profissional?

LC: Foi o Manthiqueira, lá eu me profissionalizei, joguei 2013 e 2014 aí recebi a proposta do Barra Mansa por empréstimo, joguei 2015 no time carioca e agora retornei ao Manthiqueira.

 

JC: Como a sua família reagiu diante da sua escolha?

LC: Eles sempre me apoiaram, não posso reclamar. Sempre tive apoio de todos.

DSC_1176O futebol sempre foi e será a grande paixão de Leonardo | Fotografia: Flávia do Carmo

JC: Qual o seu time do coração?

LC: Eu sou São Paulino desde pequeno, porém quando mais novo eu era fanático. A partir do momento que você se torna profissional se perde esse fanatismo. Agora eu digo que torço para o time que visto a camisa, então posso dizer que hoje sou Manthiqueira.

 

JC: Qual foi o seu primeiro jogo?

LC: Meu primeiro jogo como profissional foi contra o Atlético de Mogi em 2013.

 

JC: Contra quais clubes que você já jogou?

LC: Já tive a oportunidade de ser adversário de alguns clubes pequenos, mas este ano pelo Barra Mansa consegui jogar contra os profissionais de times grandes como Flamengo, Vasco, Botafogo e Fluminense, contra jogadores como Jobson, Bill, Fred, Diogo Cavalieri. Foi uma experiência muito bacana.

 

JC: Em qual time você sonha em jogar?

LC: Eu sonho em jogar em algum clube grande como Corinthians, São Paulo, Flamengo, Fluminense, Cruzeiro, Grêmio, não importa o time.

 

JC: Quais são seus ídolos no futebol?

LC: Eu gosto muito do Rogério Ceni do São Paulo ele é um mito e um exemplo pra mim. Pela posição de campo gosto muito do David Luiz, Tiago Silva e alguns zagueiros mais antigos como o Gamarra que jogou no Corinthians, o Adilson que foi do São Paulo, esses são basicamente os meus ídolos.

 

JC: Há quanto tempo você joga no Manthiqueira?

LC: Desde 2011. Comecei na categoria de base, depois joguei pela Sub-17 e posteriormente no Sub-20 e hoje estou no profissional, mesmo tendo idade para o Sub-20.

DSC_1153Leonardo começou a praticar o esporte em 2004 | Fotografia: Flávia do Carmo

JC: Quais os planos profissionais para o futuro?

LC: Estou jogando agora a quarta divisão pelo Manthiqueira, o maior objetivo é vencer e conseguir subir para a terceira divisão do Paulista e assim despertar interesse de outros clubes maiores e dar um passo de cada vez. Eu não penso em dar um passo maior que as minhas pernas.

Sei que as coisas são difíceis na vida e no futebol, não importa se vou sair do Manthiqueira para um time grande ou até mesmo daqui da região, o que eu quero é evoluir.

 

JC: Um momento importante em sua carreira?

LC: Quando eu estava no Sub-20  e fui relacionado para jogar no clube profissional do Barra Mansa, que é um time da primeira divisão. Jogamos contra o Nova Iguaçu e vencemos, essa foi a única vitória do Barra Mansa no profissional e eu estava lá, então é um momento muito importante para mim.

 

JC: Você se imagina em outra profissão?

LC: Sinceramente, não. Eu não me vejo fazendo outra coisa! Até penso em fazer uma faculdade de educação física, porque eu gosto muito de academia, mas não me vejo fora do futebol.

 

JC: O que é futebol para você?

LC: Minha vida. Pra mim futebol é tudo, eu não sei o que seria de mim sem ele.

 

JC: Qual é a sua avaliação para o cenário atual do futebol?

LC: O futebol ultimamente está muito sujo, principalmente pra quem está envolvido. As pessoas de fora, os torcedores, muitas vezes não veem as coisas que acontecem nos bastidores. Então, não podemos dizer que o futebol está dos mais bonitos.

Dentro de campo também, nós vimos o que aconteceu na Copa do Mundo, Brasil fez vexame diante da Alemanha, então sabemos que tem que melhorar. A minha avaliação é essa: temos que evoluir urgentemente!

 

JC: Como você se imagina daqui há 10 anos?

LC: Eu me imagino num clube grande, bem mais maduro, sendo ídolo de algum clube, com pessoas indo no estádio e cantando meu nome, casado, com filho, sempre do lado dos meus pais, dando o melhor pra eles.

 

Acompanhe o Léo nas redes sociais:

face https://www.facebook.com/leonardo.costa1995.page

Instagram_icon @leonardocosta95

Eu me chamo Flávia do Carmo

4 thoughts on “Quando se tem um sonho em jogo é preciso correr atrás dele, literalmente

  1. Olá, estava clicando em uns links, achei seu blog e entrei na matéria porque tenho um amigo que corre atrás de ser jogador! Comecei a ler e percebi que conhecia essa história, mas contata justamente por esse amigo, que joga no Barra Mansa atualmente e me falou de um garoto que tinha ido para o Manthiqueira. Achei incrível a coincidência e eu, como futura jornalista, adorei o blog e principalmente essa história que você contou, pois sabemos que não é fácil para esses garotos que tentam a sorte no futebol. Está de parabéns!

    1. Olá Giulia, fico feliz que tenha gostado! Realmente, o caminho desses meninos não é nada fácil.
      Obrigada pela visita e continue nos acompanhando!
      Beijos!

  2. Esse Leonardo é um garoto muito especial, e se Deus quiser ele ainda vai conquistar todos os seus sonhos. Parabéns pela entrevista, historias como essa tem realmente que serem contadas, valorizadas e divulgadas

    1. Obrigada Michele, sonhos nunca são impossíveis basta acreditar e lutar para conquistar, isso o Leonardo já faz!
      Volte mais vezes, beijos!

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *