Image Map

Quando nasceu a Netflix, nasceram novos apaixonados por séries e filmes

Netflix/DivulgaçãoFotografia: Netflix / Divulgação

Tudo começou em setembro de 2011. Uma nova ferramenta chegou ao Brasil com a proposta de nos proporcionar cinema sem sair de casa. E foi assim que conhecemos a amada Netflix, que nada mais é que um serviço de vídeo sob demanda pela internet que nos permite assistir a filmes e séries ilimitados em dispositivos como smartphones e TVs conectadas.

Hoje, seis anos depois, o número de usuários brasileiros multiplicaram, isso se deve também as produções originais da Netflix que fizeram sucesso como Narcos, por exemplo, que retrata a história de Pablo Escobar. A empresa não para de lançar séries para nos viciar ainda mais e nos fazer querer desmarcar compromissos para terminar uma temporada {vai dizer que você nunca fez isso?! HAHA!}.

Mas do que eu quero falar mesmo é de como o fato de termos filmes a vontade nos ajudou a ficarmos mais perto dessas produções cinematográficas. Afinal, antes da Netflix, muitas pessoas se questionavam do preço dos cinemas e da falta de tempo para conseguir conciliar o horário das sessões com a rotina e por vezes optavam pelas locadoras de filmes para sair do tédio no final de semana. A Coordenadora de Vendas, Alcineia Amaral Farias sabe bem como era a vida antes da Netflix, ela locava DVD para poder curtir um filminho com o namorado, mas afirma que uma das coisas chatas era ter o prazo para devolver o filme. “Sempre acabava pagando aquelas multas, e como sempre queríamos lançamentos, tínhamos que devolver já no próximo dia”, outro fator que a desagradava era ter a tal obrigação de assistir o filme. “Se pensasse em mudar a programação, era um filme que seria devolvido sem ser assistido, e como isso acontecia”, fala. Isso é fato, também já vivenciei isso, mas confesso, não consigo passar em frente a uma locadora {são raras, atualmente} e não entrar, nem que seja só para olhar as prateleiras e ler as sinopses. Não me julguem, eu gosto disso!

Netflix/DivulgaçãoNarcos foi lançado em agosto de 2015 | Fotografia: Netflix / Divulgação

Mas voltando ao assunto da matéria. Com a rotina cada vez mais corrida, nós queremos mesmo é facilitar as coisas. E se podemos chegar em casa cansados do trabalho e descansar assistindo um bom filme, porquê não?! A jornalista Stephany Ramos é assinante há 2 anos e meio só vê vantagens. “Em casa não tem nem mais tv a cabo, porque a Netflix permite assistir o que quiser, na hora que quiser, sem ter que se prender a grade de programação”, disse.

O que não dá para negar é que essa plataforma de streaming vem conquistando, pouco a pouco, os lares e tomando o lugar dos canais por assinatura. Uma prova de que nós somos ótimos clientes para a Netflix é a produção da série original 3% que é totalmente brasileira e conta com atores como Bianca Comparato e João Miguel. E se você ainda não assistiu, vale a pena dar uma conferida, a qualidade está muito boa! {Deixarei o trailer no final da matéria}

Netflix/DivulgaçãoPrimeira série brasileira original da Netflix | Fotografia: Netflix / Divulgação

O que eu posso afirmar com toda certeza é que a minha vida tem uma barreira que a dividi entre o antes e depois da chegada da Netflix! No início não dava muita confiança, pois achava que os brasileiros não teriam muito tempo para assistir filmes, já que num dia rotineiro o movimento nos cinemas não é tão volumoso assim. Mas me enganei, graças a Deus! Percebi que nós gostamos de filmes, mas que entre uma reunião de trabalho e uma seção de filme, tínhamos que escolher o trabalho. Mas se tivéssemos um cinema particular em casa, a situação seria diferente. E é! Obrigada Netflix!






Nenhum comentário em “Netflix conquistou o Brasil ou o Brasil conquistou a Netflix?!”


Comentar