O celular tomou o lugar das pessoas
Reportagem

O celular tomou o lugar das pessoas

O mundo mudou. E com isso, nós mudamos.

Jornalista Curiosa - Tecnologia (25)-2Pessoas estão trocando a conversa pessoal pela online | Fotografia: Flávia do Carmo

Estamos em transição de um universo onde a escrita, o telegrama, as cartas e as ligações telefônicas eram as únicas formas de se comunicar a longa distância com alguém para um mundo em que a tecnologia vem cada vez mais tomando conta do cotidiano, dos trabalhos, das tarefas e também das pessoas.

A tecnologia vem alterando todos os setores da sociedade e para dançar conforme a música temos que nos adaptar a ela. A internet que ganhou força na última década virou nossa aliada para fugir de filas, senhas e diminuir a espera. Instantaneidade é isso que ela nos proporcionou.

Mas até onde isso é bom?! Até onde a comunicação online é benéfica? A psicóloga Cristiane Vargas fala que apesar da internet trazer muitos benefícios para o mundo. “Ajuda muitos as pessoas tímidas, pois elas conseguem conversar, fazer amizades e até falar de si com desconhecidos, pois não conseguem ver o rosto e a reação do outro”, o uso exagerado pode trazer prejuízos, pois pode fazer com que a comunicação interpessoal fique desfavorecida. “Muitas vezes, os pais conversam com os filhos pelo celular, isto impossibilita de ver como o filho realmente chega em casa ou se ele possuí amigos e quem os são”, explica Cristiane.

Jornalista Curiosa - Tecnologia (12)-2A comunicação online é rápida, mas nem sempre benéfica | Fotografia: Flávia do Carmo

Não dá para fingir que estamos em uma era em que conversar olhando nos olhos vem se tornando raro. O motivo pode estar numa pesquisa realizada pelo IBGE em 2013 que aponta que mais de 75% da população brasileira com mais de 10 anos possui um celular. Na pesquisa anterior feita em 2008, 87,1 milhões de brasileiros afirmaram ter um dispositivo. Cinco anos depois o número subiu para 130,2 milhões de pessoas. As crianças de hoje fazem parte da geração mais tecnológica já existente no mundo, mas é preciso educá-las para que o celular não se torne mais importante que um bom encontro com os amigos ou uma tarde de brincadeiras com os primos, por exemplo.

É importante nos policiar a todo o momento quanto a maneira que nos relacionamos com a internet. Estar presente numa festa com amigos, mas não largar o celular, vem sendo uma cena frequente. A estudante Taís Karen, de 22 anos passa o dia todo conectada, para ela a internet ajuda na relação interpessoal, além de estar sempre interagindo e debatendo sobre vários assuntos. Porém, há momentos que a tecnologia não supri. “Conversar com os amigos pessoalmente eu não abro mão”, conta a jovem.

Jornalista Curiosa - Tecnologia (7)-2Redes sociais limitam o contato pessoal | Fotografia: Flávia do Carmo

Mas não vamos focar só nos pontos negativos. A internet trouxe inúmeras facilidades, as contas agora podem ser pagas pelo notebook, por exemplo.  Elizabeth Cardoso, de 19 anos utiliza da tecnologia tanto na vida profissional quanto na pessoal. “A internet ajuda a conhecer um número maior de pessoas e auxilia muito na faculdade”, fala a estudante. Para o professor de Mídias Sociais Josué Brazil, a tecnologia tem como característica a instantaneidade, tudo se torna muito mais rápido. “O fato das pessoas estarem mais disponíveis num período maior de tempo, você envia uma mensagem e já imediatamente tem um retorno”, afirma.

Velocidade é o sinônimo da nossa sociedade atual. Temos pressa para chegar num lugar, para saber uma notícia, para realizar as diversas tarefas do dia e isso inclui nossa preocupação com as notificações nas redes sociais, com as mensagens, com o que está acontecendo no mundo online. Essa necessidade de estar “atualizado” faz com que nos desliguemos do mundo real e não nos importemos com o que está acontecendo ao nosso redor. Estar conectado 24 horas por dia, nem sempre é prioridade, Elizabeth procura manter sempre o momento de relação com as pessoas reais, esquecendo um pouco da conexão. “Tento desconectar um pouco, porque isso faz muita diferença e a tecnologia não supri, eu procuro manter isso, por mais difícil que seja”, conclui. O estagiário João Guimarães, de 19 anos diz que estar conectado deixa tudo e todos sempre próximos dele. “Quando preciso falar com alguém ou simplesmente manter aquela conversa em dia, posso mandar uma mensagem ou ligar”, mas mesmo tendo a presença do celular o dia todo ele não dispensa sair com os amigos, andar de bicicleta ou ir nadar. “Ás vezes a gente parece que vive em outro mundo e acabamos esquecendo que tem mais coisa lá fora”, completa o jovem.

Jornalista Curiosa - Tecnologia (24)-2Tecnologia se não usada de maneira consciente pode prejudicar as relações pessoais | Fotografia: Flávia do Carmo

O uso constante de celulares acaba afastando quem está perto e juntando quem está longe. A tela do smartphone acabou tomando lugar dos rostos humanos, você passa minutos na fila do banco sem trocar uma palavra com a pessoa que está do lado, porque o celular acaba te consumindo. Larissa Ciscotto de 20 anos afirma que a internet ajuda no contato com familiares e amigos, mas que também atrapalha. “Não consigo mais me concentrar porque eu quero assistir série, ler matéria, ver foto eu não tenho tempo para ler livro”, com a tecnologia o hábito da leitura diminuiu. “Durante esse ano li uns três livros, antes eu lia três por mês”, conta a assistente administrativa.

Me preocupa imaginar até onde somos capazes de ir para nos adaptar a tecnologia. Uma inovação que nos facilita tarefas do dia a dia e comunicação rápida está se tornando nosso melhor companheiro. A escrita vem perdendo forças e tudo se faz pelo online. Mas como vamos deixar registrada nossa história, se nada está nos livros e sim na nuvem do notebook?! E se um dia a internet não existir, como provaremos que vivemos essa era?!

JORNALISTA CURIOSA _ TECNOLOGIA

Eu me chamo Flávia do Carmo

2 thoughts on “O celular tomou o lugar das pessoas

  1. Assunto complicado né, eu confesso que bem viciada na internet, não consigo ir na esquina sem meu celular, isso é muito estranho. Tento me policiar pra largar a internet e viver a vida ao redor tb né. Bjs

    1. Oi Priscila, o celular nos deixa muito dependente mesmo. Ás vezes deixamos de perceber as coisas simples da vida porque estamos olhando para a tela do celular. E na sociedade atual, em que a tecnologia é tão essencial, fica ainda mais difícil se manter distante do smartphone.
      Mas continue se policiando, eu também fico me cobrando diariamente para parar de olhar para o celular e olhar mais ao meu redor.
      Beijos e volte sempre!

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *