A identidade musical de Luana Camarah

A cantora que conquistou Lulu Santos nas primeiras notas

Cd-Luana-Camarah292 - CopiaFotografia: Site Oficial Luana Camarah

Nascida em Taubaté Luana Camarah hoje é sucesso no Brasil todo. Com 27 anos de idade, já dedicou mais da metade desse tempo na carreira profissional, 15 anos no total. Depois de passar pelo time do Lulu Santos no The Voice Brasil em 2013, agora a Taubateana lança seu primeiro CD após o Reality e trabalha para ganhar cada vez mais, espaço no universo musical e nas playlists dos ouvintes!

 

Jornalista Curiosa: Quando é que a música entrou na sua vida?

Luana Camarah: Meus pais são músicos, minha família é de músicos, então desde criança eu tenho esse contato com a música, mas eu comecei a cantar profissionalmente aos  12 anos.

 

JC: De quais bandas você já fez parte?

LC: Minha primeira banda foi Maria Preta que era uma banda de Black Music . Depois veio Luana e banda que eu montei com o meu irmão. Aí eu entrei na Turnê e fiquei uns seis anos com eles. E agora estou com Luana Camarah que a gente apenas mudou o nome, por conta do que aconteceu no The Voice, mas continua os mesmos integrantes.

 

JC: A Banda Turnê existiu por quanto tempo?

LC: Foram seis anos de banda.

 

JC: Onde vocês se conheceram?

LC: Foi numa transição da Luana e Banda para a Banda Turnê. Alguns integrantes permaneceram, outros foram embora e assim foi trocando. Mas a gente se conhece da noite, o pessoal que é músico em Taubaté sempre acaba um tocando com o outro em alguns projetos. Nos conhecemos tocando mesmo!

Cd-Luana-Camarah431 - CopiaFotografia: Site Oficial Luana Camarah

JC: Quais são as suas inspirações musicais ?

LC: Eu gosto muito das cantoras de Jazz. Ella Fitzgerald, Sarah Vaughan e Aretha Franklin são as que eu mais ouço.

 

JC: O que te inspira a compor?

LC: A composição para mim é um negócio meio estranho [risos]. A inspiração vem, eu não ouço nada que me inspire a compor. Até porque as minhas músicas são bem diferentes das que eu ouço. Então, nas minhas canções eu procuro tentar dizer alguma coisa de legal para as pessoas. A maior inspiração é essa, que emana de dentro do meu coração.

 

JC: Qual a música de trabalho atualmente?

LC: Me esqueça.

JC: Quais são os planos para o futuro?

LC: Nós acabamos de lançar o disco Talvez Outono, agora vamos trabalhar no Brasil todo em cima desse disco e dessa  música de trabalho que vai começar a tocar nas rádios. Vamos ver no que dá, estamos bem esperançosos.

 

JC: Tem alguma novidade para esse ano?

LC: Esse ano a maior novidade foi esse disco. A princípio, agora vamos só trabalhar em cima dele. Por enquanto, nenhuma coisa muito especial.

 

JC: Como foi participar do Rock in Rio?

LC: A maior experiência na música que eu tive na minha vida até hoje foi participar do Rock In Rio. Eu nunca tinha ido nem assistir ao Rock in Rio, mas já tinha visto pela TV e sabia da grandiosidade do evento.  E só estando lá mesmo para você saber. Tocando e assistindo é sensacional.

 

JC: Como você lida com os fãs?

LC: Eu sou muito tranquila com esse lance de assédio. O artista tem que saber lidar com isso. Não adianta você colocar um boné, um óculos e tentar sair disfarçado. Alguém vai te reconhecer, vai querer tirar uma foto e você tem que ter carinho por aquela pessoa, é ela que está consumindo o seu trabalho e está te colocando na posição que você sempre sonhou. Eu tento tratar os meus fãs com o maior carinho possível!

Cd-Luana-Camarah320 - CopiaFotografia: Site Oficial Luana Camarah

JC: Quais são os desafios da carreira?

LC: Permanecer na música é muito difícil. Eu tive a sorte de conseguir trabalhar a minha vida toda somente com isso. Eu acho que o mais difícil é você conseguir viver da música!

 

JC: Qual música que não pode faltar no seu show?

LC: Highway To Hell. Esta não pode faltar, senão a galera bate em mim {risos}.

 

JC: Qual o momento mais marcante da sua carreira?

LC: Foi o Rock in Rio, mas também o The Voice Brasil que foi um programa que abriu todas as portas para mim.

 

JC: O que mudou na sua vida depois do The Voice Brasil?

LC: Como eu sou uma cantora do Vale do Paraíba, eu sempre tive muita visibilidade aqui, no meu mundinho, as pessoas sempre consumiram o meu show e sempre foi muito legal. Depois do The Voice a exposição espalhou para o Brasil todo e até internacionalmente, o pessoal de fora que tem canal conseguiu me assistir e mandam recado pra mim até hoje.  Mudou totalmente a minha vida, estou tocando em lugares onde eu nem imaginava, com fãs de onde eu nem imaginava que iam me ouvir. Eu fiquei muito surpresa com o que aconteceu.

Cd-Luana-Camarah149 - CopiaFotografia: Site Oficial Luana Camarah

JC: Qual o recado que você deixa para as pessoas que sonham em fazer sucesso no mundo musical?

LC: Tem que ser perseverante. A música e o talento, é como se fossem uma pedra que você tem que lapidar e se reinventar sempre. Não adianta você ficar preso num estilo, ficar preso numa ideia, por que a música é um constante aprendizado. A maior mensagem que eu tenho para deixar para a galera que gosta de música é não ter preconceito em relação a estilo, é você ouvir de tudo e se transformar naquilo que você quer.

 

JC: Qual o estilo de Luana Camarah?

LC: O meu estilo é passar a verdade para as pessoas, dizer alguma coisa. Porque muitas músicas hoje em dia não têm nada a dizer, não significam nada, você ouve e não carrega nada para a sua vida. O que eu procuro nas minhas canções é tocar as pessoas de algum jeito.

 

JC: Por que você escolheu Lulu?

LC: Não tinha como eu escolher outra pessoa. Ele é o cara que tem a característica de cantar do cotidiano, dos sentimentos das pessoas. Até hoje, mesmo com tanto tempo de carreira, o cara carrega uma legião de fã, por quê? Porque ele fala da vida. Por isso, eu escolhi o Lulu.

 

Deixe seu comentário