A arte de escrever, do conto ao livro

Um jovem escritor que sabe descrever em palavras diversos sentimentos, coisa rara no mundo de hoje

12469521_10208417254380083_848684269033456929_o - CopiaDaniel também é colunista do site Casal Sem Vergonha | Fotografia: Arquivo Pessoal

Daniel Bovolento tem uma ligação com a escrita desde criança, mas foi em agosto de 2010 que criou o blog Entre Todas as Coisas e a partir daí, não parou mais de trabalhar com as letras. Escritor do livro Por Onde Andam as Pessoas Interessantes, o carioca de 23 anos estudou Publicidade e Propaganda e até trabalhou com redação publicitária por um tempo, mas a escrita o chamou a atenção e seus leitores agradecem.

Nessa entrevista tem livro, música e romance. Não tenha dúvidas, está ótima essa conversa! Confira:

 

Jornalista Curiosa: Quando que você percebe que “levava jeito” para a escrita?

Daniel Bovolento: Acho que meu primeiro registro de que as coisas aconteceriam foi na sétima série, quando tive que transformar uma música em conto. Fui o único da turma que conseguiu acertar o desafio e adorei desenvolver a história. Dali pra frente, dei mais atenção à criação textual.

 

JC: Quais as suas inspirações para escrever?

DB: Gosto muito de alguns autores nacionais de contos e crônicas, como o Caio Fernando Abreu, Stella Florence, Martha Medeiros e Fabrício Carpinejar.

 

JC: Como você escolheu o título do seu livro? De onde veio a inspiração?

DB: O título surgiu numa reunião com meus editores e com o marketing da Editora Planeta. Ficamos analisando quais seriam as possibilidades a partir do conteúdo dele e nos lembramos da crônica de mesmo título. Foi certeiro: entregava exatamente o que queríamos que o leitor se perguntasse. O Por Onde Andam acaba falando sobre a nossa busca por amor nos dias de hoje em diferentes formatos, mas a pergunta quem responde é o leitor.

 

JC: Qual o gênero que você mais gosta de escrever?

DB: Prefiro ficar nas crônicas, mas contos e cartas me encantam demais.  Acho que me arriscaria num romance também.

12003338_10207612717027152_2131564310779279748_n - CopiaDaniel tem mais 18 mil seguidores no Instagram | Fotografia: Arquivo Pessoal

JC: Você se considera uma pessoa romântica? Por quê?

DB: Acho que sim. Na minha concepção, qualquer pessoa que acredite verdadeiramente em amor e outras vertentes dele é romântica.

 

JC: Quando você lançou o seu primeiro livro?

DB: Foi em agosto de 2015. Tem pouquinho tempo e a recepção tem sido incrível.

 

JC: Já tem um segundo livro sendo escrito?

DB: Tem! Mas ainda não posso falar muito sobre ele, hahahaha.

 

JC: 3 Músicas que tem inspiram na hora da escrita.

DB: Ordinary People – John Legend

Crave You – Flight Facilities

No Recreio – Cassia Eller

12039485_10207804187253788_2452201690767240591_n - CopiaDaniel tem um canal no youtube que fala sobre comportamento e relacionamentos | Fotografia: Arquivo Pessoal

JC: Você sempre quis ser escritor?

DB: Já quis ser astronauta, ter uma banda, ser ator, fazer publicidade (fiz e trabalho com isso), mas escritor é algo “recente” pra mim. Faz pouco tempo que eu decidi que queria seguir por aí.

 

JC: Houve algum momento em que você pensou em desistir da escrita?

DB: Já pensei que eu deveria ficar só na publicidade. Ser escritor novato no Brasil é muito difícil, a menos que você venda muito, você é descartado. Tirando que eu venho de um background de blog e ouço muito que dei sorte e não tenho talento. Então muita coisa pressiona na hora de escolher um caminho pra seguir, mas sigo firme e forte de que quero trabalhar na área criativa até quando não der mais.

 

JC: Como surgiu a ideia de criar o Entre Todas as Coisas?

DB: Eu queria escrever um livro intitulado Sobre as Mulheres, lá em 2010. O blog surgiu como um termômetro pra ver como as pessoas reagiriam aos contos contidos nele.

 

JC: Um recado para quem tem o sonho de se tornar escritor?

DB: É difícil, não vou mentir. Mas acho que o principal desafio pra quem é escritor é entender seu estilo, seu tipo de escrita, seu formato favorável. Muita gente escreve romance porque é mais popular, mas ama escrever fantasia. Ler muito ajuda, principalmente pra escolher referências.

Para conhecer um pouco mais do Dani:

facefacebook.com/entretodasascoisas

 

Instagram_icon @entretodasascoisas

Deixe seu comentário